biomassa

biomassa perguntas frequentes

Biomassa: as dúvidas mais frequentes

Com o passar dos anos, a biomassa vem se tornando uma fonte de energia cada vez mais importante para a matriz energética brasileira. Muito por conta de ser uma fonte renovável, ela vem ganhando espaço dentro do nosso país com seus inúmeros benefícios. No entanto, mesmo com essa rápida ascensão, a biomassa ainda é um material por vezes desconhecido para grande parte da nossa população. E com isso, surgem muitos questionamentos sobre o tema. Visando esclarecer

biomassa já é a segunda fonte de energia mais usada do país.

Biomassa: histórico, vantagens e desvantagens

Do ponto de vista energético, biomassa é a matéria orgânica (animal ou vegetal) que pode ser usada para produzir energia (direta ou indiretamente). Ela é uma fonte indireta de energia solar porque a converte em energia química por meio da fotossíntese – base dos processos biológicos. Sua renovação acontece através do ciclo de carbono: a queima da biomassa libera CO2  na atmosfera, que é absorvida pelas plantas na fotossíntese e resulta

estilhas de madeira

Cavacos ou Estilhas de Madeira: conheça os tipos mais utilizados

Os cavacos, também conhecidos por estilhas, são pequenos pedaços de madeira, compostos por lascas cisalhadas e obtidos a partir de árvores como eucalipto, pinus e acácia-negra. Por se tratar do uso de sobras de matéria orgânica, o cavaco de madeira é um tipo de biomassa importante para a produção de energia, destinando-se, a fornos e caldeiras. Assim, esse recurso renovável vem sendo reconhecido como o combustível

biomassa energia do futuro

Biomassa: a energia que dá em árvore

Duas das maiores preocupações globais envolvem matriz energética e emissão de gases na atmosfera. Assim, a troca de combustíveis fósseis não-renováveis e muito poluentes por fontes renováveis e que estejam engajadas com o chamado carbono neutro são imprescindíveis. É nesse cenário que a biomassa vem ganhando cada vez mais destaque. Vantagens da biomassa: Por ser um recurso de baixo custo, já que pode ser encontrado de forma abundante,

biomassa já é a segunda fonte de energia mais usada do país.

Biomassa já é a segunda maior fonte de energia nacional

Manter a competitividade dos negócios é um dos grandes desafios em diversos segmentos industriais.  Entre os itens de alto custo de produção para a industrial está o gasto com o uso de energia para movimentar caldeiras e garantir, muitas vezes, a produção em funcionamento de forma ininterrupta. Diminuir ou otimizar custos passa a ser, então, uma premissa para garantir empregos e equalizar a produção.  É neste cenário que os setores industriais buscam por fontes alternativas

ativos florestais

Ativos florestais: uma ótima alternativa de investimento

Equalizar risco e rentabilidade é sem dúvida o ponto de equilíbrio ideal para escolher as melhores opções de investimento. Um bom critério de escolha é avaliar investimentos que estejam atrelados a mercados seguros, com demanda e produção aquecidas e rentáveis. Nesse contexto os ativos florestais são uma ótima opção. Sua rentabilidade tem como base as negociações de áreas de reflorestamento, como as florestais de eucalipto, com fins comerciais. A alta procura industrial pela madeira ou biomassa de eucalipto e a conscientização por políticas sustentáveis que evitam o desmatamento (reflorestamento

biomassa é a pontencial energia do futuro!

Biomassa: uma das melhores alternativas energéticas do futuro

Por definição, biomassa caracteriza todos os derivados de matéria orgânica que podem ser utilizados como combustível. Ou seja, resíduos sólidos da agricultura, floresta, indústria madeireira e até mesmo da pecuária são considerados biomassa. No Brasil, os tipos mais utilizados de biomassa são: bagaço de cana-de-açúcar e madeira, galhos e folhas de árvores.  Ao contrário dos combustíveis fósseis, que também são compostos de matéria orgânica (carvão, petróleo, gás natural etc.), a biomassa passa, obrigatoriamente, por renovação. Isso